Zoológico do Rio fechou para obras
Zoológico do Rio fecha, mas voltará renovado em 2020
Zoológico do Rio fecha, mas voltará renovado em 2020
Ricky Rocha Por Ricky Rocha 01/12/2019
    Compartilhe:

O Zoológico do Rio, um dos mais antigos do país, esta fechando para a visitação, a partir desse sábado, dia 30, ontem. Calma, é só por alguns meses, até que a primeira etapa das obras de remodelação do mesmo, seja concluída. As obras começaram em junho do ano passado, com a simbólica demolição do recinto de aves aquáticas, espaço de cerca de 200m2. As obras do RioZoo vão transformar radicalmente o antigo zoológico e o transformarão em um bioparque.

A medida visa garantir a segurança dos visitantes enquanto grandes intervenções são feitas numa área de mais de 100 mil metros quadrados. Quando ficar pronto, o Zoológico do Rio será um novo marco para o turismo de natureza da cidade, com importantes projetos de Educação, Pesquisa e Conservação, a exemplo dos que são promovidos pelo AquaRio, outro projeto administrado pelo Grupo Cataratas.

“Nesse momento, precisamos garantir a segurança dos visitantes. Temos uma obra grande e desafiadora que requer muita cautela,

por isso, vamos encerrar a visitação momentaneamente para num futuro bem próximo devolver

à população um zoo de padrão internacional”, declara Fernando Menezes, diretor do parque.

O Zoológico do Rio se tornará um Centro de Pesquisas em vida animal de padrão internacional e ganhará um Plano de População, que tem por objetivo servir de banco genético de espécies, projetos de conservação e refaunação (futura devolução de espécies aos seus habitats de origem), inserindo-o num seleto grupo de instituições internacionais que terão protagonismo na “Década da Restauração” (2021 – 2030).

Com conclusão das obras da primeira etapa prevista para o primeiro trimestre de 2020, o parque reabrirá parcialmente, proporcionando uma experiência imersiva e inédita nos ambientes Aventura Selvagem, das Aves e na Fazendinha para, posteriormente, reabrir os demais espaços.

No projeto inicial, o passeio pelo Zoológico do Rio começaria pela Biosfera das Aves, um grande viveiro com cerca de três mil metros quadrados, que reunirá mais de 100 espécies, divididas em três biomas: Mata Atlântica, Pantanal e Psitacídeos. Para os visitantes mais aventureiros, haverá também a opção de um circuito de arvorismo.

A Fazendinha continuará sendo um local de educação, onde as crianças terão contato próximo com os animais. É lá que se aprende de onde vem o leite e os ovos que fazem parte da alimentação da garotada, sempre com acompanhamento da equipe de monitoria do Zoo e uma estrutura ainda maior.

 

Na área de savana, que substituirá a atual Passarela da Fauna, o público poderá participar de um safári cujo percurso é feito em um rio artificial com 400 metros de extensão percorrido por barcos. Esse bioma terá espécies como zebras, gnus e girafas — que poderão ser alimentadas pelos visitantes.

Comente com o facebook

Publicidade