Triatleta desaparece em prova do circuito IRON MAN em Fortaleza
Genilson Lima está desaparecido há mais de 24 horas.
Genilson Lima está desaparecido há mais de 24 horas.
Ricky Rocha Por Ricky Rocha 27/11/2017
    Compartilhe:

Ontem, domingo, 26 de novembro, acontecia uma etapa da competição de triathlon - circuito internacional IRON MAN, em Fortaleza - CE.

Durante a prova o triatleta cearense Genilson Lima, 48 anos, desapareceu no mar de Fortaleza. 

Familiares e amigos do triatleta cearense, auxiliam nas buscas repassando informações para o Corpo de Bombeiros, que retomou as ações de resgate na manhã desta segunda-feira (27). A filha de Genilson, Gabriela Lima, disse que um atleta amigo do seu pai chegou a vê-lo na prova de natação. O triatleta disse que estava tudo bem, segundo relatou a filha do competidor, a imprensa.

"Um amigo do meu pai, que também estava competindo, chegou a falar com ele durante a prova. Perguntou se estava tudo bem e ele [pai] disse que estava 'tudo ok'. Ele não falou isso antes porque só viu que meu pai tinha sumido quando passou a notícia na televisão. Ele veio aqui hoje para ajudar também nas buscas".

Gabriela conta ainda que outras pessoas que estavam na prova também falaram que viram o cearense na parte final da natação do Ironman.

"Outras pessoas disseram aqui que viram ele (Genilson) quase completando a prova. Ele tinha passado pelas boias, acho que já estava nos últimos metros, perto de sair da água. Por isso, a gente acha que ele pode estar por aí".

Gabriela contou que seu pai treinava diariamente, não apresentava problemas de saúde e já estava acostumado com essa área. Era a quarta vez que Genilson participava do Ironman.

Mesmo diante da preocupação pela falta de informações, ela afirma que toda a família está esperançosa em conseguir encontrar o triatleta com vida.

"Ele sempre nadava aqui. Era a terceira vez que ele fazia a prova. Treinava aqui nesse mesmo local e estava tudo bem. Não sabemos o que pode ter acontecido, mas estamos com esperança".

O triatleta está desaparecido há mais de 24 horas. Considerado atleta de elite, Genilson Lima, desapareceu durante a prova de natação, que começou as 6 horas de domingo. O triatleta deveria ter saído da água até 7h25, de acordo com os organizadores da competição.

O chip de identificação do atleta não sinalizou a saída dele da água, além de a bicicleta não ter sido retirada na transição para o ciclismo, segunda etapa da prova.

Equipes do Corpo de Bombeiros, Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) e Marinha do Brasil realizaram buscas com embarcações e uma aeronave, que sobrevoou a faixa do litoral até a Praia do Icaraí, no litoral oeste do Estado. Nesta segunda, os trabalhos foram ampliados até a Praia do Cumbuco.

"Hoje, esse padrão de busca vai se estender até a região do Cumbuco, ou até depois. O primeiro perfil de busca é pela faixa de terra, para ver a possibilidade de um possível corpo ter aportado na praia sem ninguém ver. Depois, esse padrão de busca vai se estendendo cada vez mais para dentro do mar e cada vez mais alto, para ter o campo de visão ainda maior. Hoje temos o trabalho de uma aeronave, mas se for preciso podemos ter mais uma aeronave. Mas acreditamos que pela delimitação da área e as informações sobre correntes marítimas nos dá uma possibilidade de um padrão de busca vem definido para uma aeronave", comentou o tenente-coronel Marcus Costa, comandante da Ciopaer.

A organização do Ironman confirmou o desaparecimento, mas não há certeza de que ele esteja na água. Para os organizadores, existe a possibilidade de o homem ter desistido da prova.

Ironman

 

Na edição 2017 do Ironman em Fortaleza, a largada ocorreu por volta das 6 horas (horário de Fortaleza), para um percurso de 1,9 km de natação, seguido por 90 km de ciclismo e 21,1 km de corrida, em um percurso técnico, plano e rápido.

O circuito é focado na faixa etária, e o evento classificou 30 atletas para o Ironman 70.3 World Championship 2018, programado para Mandela Bay, na África do Sul.

Comente com o facebook

Publicidade