“Todo ser humano é bissexual”, afirma Sidney Magal em biografia
Além do livro, o Canal Brasil exibirá no dia 25 o show Sidney Magal – Bailamos, dentro de sua faixa musical, como forma de homenagear o cantor

Créditos do fotógrafo Reprodução

Por Bruno Alexandre 14/11/2017
    Compartilhe:

Aos 50 anos de carreira, Sidney Magal lança sua biografia, Sidney Magal: muito mais que um amante latino, onde fala sobre muitos assuntos e narra as loucuras que as fãs faziam por ele, os altos e baixos da carreira, a fase difícil após o suicídio de uma namorada e fala sem rodeios de sua sexualidade.

Além do livro, o Canal Brasil exibirá no dia 25 o show Sidney Magal – Bailamos, dentro de sua faixa musical, como forma de homenagear o cantor.

Mas dentre dos muitos assuntos abordados uma declaração do cantor tem dado o que falar. Ele afirma que todo ser humano é bissexual, tem desejos variados, mas depois opta. "A crítica me chamava de gay, os maridos iam aos shows e gritavam "viadinho". Tenho um lado feminino, nunca escondi isso. Mas nunca tive amor por um homem, se é o que querem saber. Tive algumas admirações, mas nunca me apaixonei. Rolaria na boa, mas não aconteceu", afirma.

Comente com o facebook

Publicidade