Tinder é acusado de transfobia após apoiar live de Pabblo Vittar
O Tinder não se manifestou sobre as denúncias
O Tinder não se manifestou sobre as denúncias
Caio Machado Por Caio Machado 14/07/2020
    Compartilhe:

A hashtag #TindeTransfobico entrou para os trending topics do Twitter nesta terça, depois que a influenciadora trans Romagaga postou um vídeo denunciando a empresa por discriminação.

“O Tinder está usando a bandeira LGBT para se promover, sendo que nós trans não temos direito de estar no aplicativo. Eu faço uma conta lá e sou banida em um minuto. Qualquer trans que faz é banida. Isso não é justo!”, diz.

O Tinder foi o principal apoiador da live “Pride With Pabllo & Friends”, promovida por Pabllo Vittar em comemoração ao Mês do Orgulho LGBTQIA+. O app também patrocinou o bloco de Carnaval da Anitta, bissexual. Essas práticas, que poderiam ser bem vistas pela comunidade, agora são encaradas como hipocrisia diante da denúncia de Romagaga.

“Estou cansada de hipocrisia das pessoas. Nós não temos direito nenhum. Falam ‘direito para todos’, e a gente não está inclusa nesses direitos”, afirma Romagaga.

Comente com o facebook

Publicidade