Teto para comprar imóvel com FGTS sobe para R$ 1,5 milhão
Esse valor máximo vigorou entre fevereiro e dezembro do ano passado em caráter temporário, como forma de estimular a construção civil
Esse valor máximo vigorou entre fevereiro e dezembro do ano passado em caráter temporário, como forma de estimular a construção civil
Ricky Rocha Por Ricky Rocha 01/08/2018
    Compartilhe:

O CMN (Conselho Monetário Nacional) decidiu aumentar, em reunião nesta terça-feira (31), o limite máximo para o valor de imóveis que podem ser financiados com o FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço).

Segundo pessoas próximas às conversas, esse teto passará de R$ 950 mil, para compradores de imóveis em São Paulo, Minas Gerais, Rio e Distrito Federal, para R$ 1,5 milhão em todos os estados.

Esse R$ 1,5 milhão de valor máximo vigorou entre fevereiro e dezembro do ano passado em caráter temporário, como forma de estimular a construção civil, um dos setores mais afetados pela crise econômica dos últimos anos.

O limite máximo dos juros das operações enquadradas nas regras do SFH (Sistema Financeiro de Habitação) é de 12% ao ano.

O conselho ainda decidiu flexibilizar a regra do percentual do que os bancos precisam aplicar em crédito imobiliário, permitindo que os bancos usem parte dos recursos para financiar imóveis fora do SFH. 

O setor imobiliário anda muito parado, com o fechamento, inclusive, de várias imobiliárias. Acredita-se que esta medida poderá dar um gás, e aquecer um pouco este mercado. 

Comente com o facebook

Publicidade