Taylor Swift declara apoio a democratas e registro de jovens eleitores dispara nos EUA
Popstar declarou não poderia apoiar a candidata republicana à Câmara e atual senadora Masha Blackburn
Popstar declarou não poderia apoiar a candidata republicana à Câmara e atual senadora Masha Blackburn

Créditos do fotógrafo Reprodução

Bruno Alexandre Por Bruno Alexandre 10/10/2018
    Compartilhe:

Raramente Taylor Swift assume posições políticas publicamente. Mas desta vez, a estrela pop se manifestou em apoio ao Partido Democrata, e fez com que os registros online de eleitores disparassem, segundo o site Vote.org.

De acordo com a página não governamental que ajuda cidadãos dos Estados Unidos a realizar o registro para votar, foram 240 mil novas inscrições, boa parte delas enviadas por jovens. As eleições de meio de mandato ocorrem no dia 6 de novembro.

 

O aumento acontece após uma postagem de Taylor em seu Instagram na noite de domingo, 7. Na legenda da foto, a jovem endossou dois democratas de seu Estado natal, Tennessee, para Câmara e Senado, e ainda alertou as pessoas para que se registrassem. Por comparação, pelo site, foram 57 mil novos registros durante todo o mês de agosto e 190 mil em setembro.

Quase metade das inscrições dos últimos dias foram realizadas por pessoas entre 18 e 29 anos. O Vote.org disse que o crescimento foi provavelmente projetado pelo post da estrela, mas reconhece que não é possível medir o impacto direto.

Também na postagem para seus 112 milhões de seguidores, a cantora admitiu relutância em externar opiniões políticas no passado, mas afirmou que o cenário mundial a fez pensar de forma diferente. Ela também afirmou que não poderia apoiar a candidata republicana à Câmara e atual senadora Masha Blackburn.

“Seu histórico de votação no Congresso me aterroriza. Ela votou contra a igualdade salarial para as mulheres. Votou contra uma lei que tenta proteger as mulheres de violência doméstica, perseguição e estupro”, escreveu a cantora de 28 anos. Por conta disso, o presidente americano, Donald Trump, declarou que gostava “cerca de 25% menos” da música da cantora pop Taylor Swift, na segunda-feira, 8.

Comente com o facebook

Publicidade