Streaming da Disney alcança 50 milhões de assinantes em cinco meses
Parte deste sucesso se deve à chegada do Disney+ ao Reino Unido, Irlanda, Alemanha, Itália, Espanha, Áustria, França e Suíça
Parte deste sucesso se deve à chegada do Disney+ ao Reino Unido, Irlanda, Alemanha, Itália, Espanha, Áustria, França e Suíça
Caio Machado Por Caio Machado 09/04/2020
    Compartilhe:

Passados cinco meses desde o lançamento do Disney+, em 12 de novembro de 2019, o serviço de streaming já soma 50 milhões de assinantes. São 21 milhões de novas assinaturas desde o último relatório divulgado, no dia 3 de fevereiro, quando a Disney divulgou que a plataforma contava com 28,6 milhões de assinantes.

Parte deste sucesso se deve à chegada do Disney+ ao Reino Unido, Irlanda, Alemanha, Itália, Espanha, Áustria, França e Suíça. Além disso, o serviço foi lançado na Índia, no dia 3 de abril, onde já conta com 8 milhões de assinantes, 16% do número total.

Caso a empresa consiga manter esses números, a Disney deve ultrapassar a meta prevista para até 2024, ainda neste ano. A previsão original era de atingir um número de assinantes de 60 a 90 milhões até o final do ano fiscal de 2024 (o ano fiscal da Disney termina em setembro).

No segundo semestre, o serviço deverá chegar à América Latina e ao Japão, duas regiões importantes para a Disney, onde suas produções costumam ser bem recebidas. Para Kevin Mayer, presidente do departamento de distribuição de conteúdo internacional da Disney, alcançar bons resultados na América Latina é o próximo passo da empresa.

“Estamos muito orgulhosos de que o Disney+ esteja conseguindo se relacionar com as pessoas ao redor do mundo, e esperamos que essa expansão continue no segundo semestre na América Latina”, disse Mayer. “Acreditamos que grandes histórias podem inspirar o público, e por conta de todas as propriedades disponíveis no nosso catálogo, queremos sempre entregar uma vasta experiência de entretenimento, otimismo e alegria”.

Comente com o facebook

Publicidade