Só à Rigor, em Copacabana, fecha as portas de sua mega loja, após 44 anos
O ramo de atuação da loja, que atende a festas e cerimônias, está previsto para ser liberado apenas na última fase de reabertura da economia no Rio.
O ramo de atuação da loja, que atende a festas e cerimônias, está previsto para ser liberado apenas na última fase de reabertura da economia no Rio.
Ricky Rocha Por Ricky Rocha 30/07/2020
    Compartilhe:

Uma das mais tradicionais lojas do Rio, no ramo de aluguel de roupas para festas e casamentos, a Só à Rigor, anunciou o fechamento da sua filial de Copacabana, na Zona Sul do Rio.

O espaço, que contava com cerca de 500 metros quadrados, funcionava a mais de quatro décadas no número 71 da Avenida Nossa Senhora de Copacabana. Os administradores do empreendimento informaram que estão de mudança para um imóvel bem menor, localizado no número 178 da mesma via, no lugar que abrigava o antigo bar e restaurante Le Bec Fin.

Os donos do local lamentaram que o ramo de atuação da loja, que atende a festas e cerimônias, está previsto para ser liberado apenas na última fase de reabertura da economia no Rio. Nesta nova fase, a Só á Rigor, em Copacabana, só irá trabalhar com trajes masculinos adultos e infantis, ou seja, não irá mais comercializar os emblemáticos vestidos de noiva.

A Só à Rigor é mais um importante ponto comercial da cidade que tenta sobreviver a crise gerada pelo Coronavírus. Quem passa em frente ao local, pode ver uma enorme faixa de “aluga-se” fixada ao imóvel.

Lembrando que em maio, outra loja famosa e tradicional, de Copacabana, teve que fechar as portas, a Casa Assuf. Ela vendia tecidos para confecção de roupas para festas e, também, comercializava vestidos e trajes para casamentos, anunciou o encerramento das suas atividades.

Comente com o facebook

Publicidade