Simone e Simaria se explicam sobre ‘caso Iemanjá’
Simone e Simaria foram alvo de diversas críticas nesta semana por não terem cantado o nome ‘Iemanjá’
Simone e Simaria foram alvo de diversas críticas nesta semana por não terem cantado o nome ‘Iemanjá’
Caio Machado Por Caio Machado 11/08/2019
    Compartilhe:

Simone e Simaria foram alvo de diversas críticas nesta semana por não terem cantado o nome ‘Iemanjá’, entidade das religiões de matriz africana que é identificada como rainha do mar, durante a apresentação de uma música do Natiruts no ‘Música Boa Ao Vivo’.

Após a repercussão, as irmãs deram o lado delas da história para o UOL.

“Quer que eu cante? Flores brancas, paz e Iemanjá!”, interpretou Simone, acompanhada da irmã, nos bastidores de uma sessão de fotos da Festa do Peão de Barretos, da qual a dupla foi escolhida embaixadora.

“Eu nem sabia cantar aquilo. Vou mentir para vocês? Eu estou de mudança, as minhas malas todas no meio do quarto. Eu disse: ‘Simone, eu vou jogar pra tu, porque não sei cantar essa música não!’. Tem outra coisa. Todo mundo escolheu junto, cara. Temos um grupo [no WhatsApp] em que todos concordaram com aquela música”, explicou Simaria.

Simone disse ainda que não tem preconceito nenhum contra qualquer outra religião que não seja a dela e da irmã [evangélicas]. É a maior besteira do mundo! Meu amigo, se você quiser tocar o seu tamborzinho, toque o seu tamborzinho! Se quiser ajoelhar e ir para a igreja, vá para a igreja! Nós vivemos em um país livre e as pessoas têm que parar com isso. Se você é feliz na sua religião, está ótimo, está massa!”

Comente com o facebook

Publicidade