Short godê: “É tendência de verão que com certeza não sobreviverá por muito tempo” diz personal stylist Jana Lee
Sem marcar o quadril e com um caimento mais soltinho, o short godê vem se tornando a peça quedinha entre as celebridades
Sem marcar o quadril e com um caimento mais soltinho, o short godê vem se tornando a peça quedinha entre as celebridades

Créditos do fotógrafo Divulgação

Erre Soares Por Erre Soares 27/11/2020
    Compartilhe:

Jeans acinturado com as laterais da barra projetadas para os lados — que lembra uma saia. Esse é o short godê, a peça que tem tudo para se tornar a queridinha do verão e que já conquistou espaço no guarda-roupa de celebridades brasileiras. Apesar do hipe em torno do modelo, há quem diga que ele é apenas uma daquelas tendências passageiras. 

A personal stylist Jana Lee (@itsmejanalee) aponta que por não ser uma peça muito versátil e tão pouco democrática, a inclinação é que o modelo acabe ficando obsoleto muito rápido. “É uma peça que pode não agradar muito e ser difícil de compor, em especial por mexer com as proporções visuais do corpo. Além disso, por ser muito característico e até chamativo, o modelo tende a cair no esquecimento”, aponta. 

“É tendência de verão que com certeza não sobreviverá por muito tempo”, completa a personal stylist que expressa que o fato de não ser um modelo atemporal, não significa que a peça não possa ser aproveitada em looks de diferentes estilos e para ocasiões diversas. 

Divulgação

A proposta da personal stylist para quem tem um corpo tipo ampulheta ou pera — ombro mais estreito que o quadril — é buscar equilibrar as dimensões com peças que proporcionem uma harmonia visual.  

Na composição, Jana Lee utiliza uma muscle tee, que traz a impressão de ombro mais largo, o que somado ao short godê e a cintura marcada traz mais proporcionalidade. O look é arrematado com uma bolsa chamativa amarela para quebrar a obviedade. O salto baixo de bico quadrado adiciona um toque fashionista.  

Divulgação

Provando que as mesmas peças podem se adequar a uma outra proposta e tipo de corpo, Jana Lee adicionou um Maxi blazer à composição, ideal para quem quer trazer um efeito mais alongado e diminuir visualmente o quadril e os ombros. “É uma opção para quem possui um corpo mais oval e quer trazer mais recortes ao visual”, garante. A bota preta de cano médio completa a produção sem pesar.  

Já no caso do look com short godê que a atriz Marina Ruy Barbosa optou no Carnaval 2020, a peça se tornou chave para trazer volume à produção. A blusa mais pomposa ajudou a arrematar a proposta. “Como Marina possui um corpo mais magrinho, os volumes não impactaram na percepção de peso da atriz, que complementou o visual com um óculos retrô e brincos longos de tiras de metal”, aponta Jana. 

Divulgação

Na produção da ex-sister Aline Gotschalg, o short godê saiu da pegada descontraída para compor um look mais elegante. A cintura bem marcada da peça e as barras soltinhas ornaram com a blusa branca de cortes mais retos e manga larga. “O Salto bico fino e transparente trouxe a percepção de pernas alongadas e a atmosfera elegante do visual”, comenta a Personal Stylist.  

Comente com o facebook

Publicidade