Quem são os bilionários brasileiros que constam na lista Forbes 2020?
FORBES divulgou sua lista de 2020 em Abril, e tem cariocas na lista de bilionários
FORBES divulgou sua lista de 2020 em Abril, e tem cariocas na lista de bilionários
Ricky Rocha Por Ricky Rocha 16/09/2020
    Compartilhe:

O ranking dos Bilionários do Mundo 2020 divulgado pela FORBES 2020 revelou que o número de brasileiros no clube dos sete dígitos (bilhão) caiu de 58 para 45 – pouco acima dos 42 registrados em 2018 e bem abaixo do recorde de 65 de 2014.

No total, os brasileiros detêm um patrimônio conjunto de US$ 127,1 bilhões – quase 30% menos do que os US$ 179,7 bilhões contabilizados no dia 6 de março de 2019, quando a moeda norte-americana valia “apenas” R$ 3,84.

Essa desvalorização do real é provavelmente a principal responsável pela queda observada na lista atual.

Assim como aconteceu no ano passado, Joseph Safra é o homem mais rico do Brasil, com US$ 19,9 bilhões e o 39º lugar no ranking mundial, contra US$ 25,2 bilhões e o 31º lugar em 2019.

Jorge Paulo Lemann continua na vice-liderança, com US$ 10,4 bilhões e a 129ª posição na lista global.

No ano passado, um dos sócios da maior cervejaria do mundo, a AB InBev, apresentava uma fortuna de US$ 22,8 bilhões e a 35ª posição entre os mais ricos do mundo.

Os sócios de Lemann na AB InBev, Marcel Hermann Telles e Carlos Alberto Sicupira, ocupam a 4ª e a 5ª posições, respectivamente. O primeiro acumula patrimônio de US$ 6,5 bilhões, enquanto o segundo registra US$ 4,8 bilhões.

Na 3ª posição aparece, mais uma vez, Eduardo Saverin, o brasileiro que participou da criação do Facebook, com US$ 8,4 bilhões.

NOVIDADES NO RANKING

A novidade no Top 10 brasileiro é Alexandre Behring, com US$ 4,3 bilhões e a 6ª posição (414ª no ranking geral).

O executivo é cofundador e sócio da empresa de investimentos 3G Capital, ao lado do trio bilionário da cervejaria. Behring preside a Kraft Heinz e é copresidente da Restaurant Brands International, mãe do Burger King e da cadeia de café canadense Tim Hortons. Embora novato na lista, ele é uma figura bem conhecida no mercado acionário.

Luciano Hang, proprietário, entre outros ativos, da cadeia varejista Havan, aparece em 7º lugar, com US$ 3,6 bilhões – US$ 1,4 bilhão a mais do que em 2019.

Outra novidade na lista 2020 é a aparição de Pedro de Godoy Bueno e Camilla de Godoy Bueno Grossi, herdeiros de Edson de Godoy Bueno, fundador da empresa de assistência de saúde Amil, falecido em 2017. A única que figurava na lista, era a viúva do empresário, Dulce de Godoy Bueno, atualmente com uma fortuna de US$ 3,5 bilhões.

Aos 29 anos, US$ 1,1 bilhão e a posição de CEO da rede de diagnósticos DASA, Pedro é o brasileiro mais jovem a fazer parte da lista. Sua irmã, Camilla, apresenta uma fortuna equivalente.

Outro novato é Franco Bittar Garcia, um dos herdeiros das ações do casal Wagner e Maria Trajano Garcia, participantes da fundação do Magazine Luiza, por meio da holding Walter Garcia Participações.

QUEM JÁ FIGUROU NA LISTA E SAIU

Deixaram de fazer parte do ranking 2020:

- Pedro Moreira Salles, Jayme Gafinkel, Nevaldo Rocha e família, Ricardo Villela Marinho, Rodolfo Villela Marinho, Lia Maria Aguiar, Daniel Feffer, David Feffer, Ruben Feffer, José Isaac Peres, Jorge Feffer, Paulo Setubal Neto, Jorge Pinheiro Koren de Lima, Maria Angela Aguiar Bellizia, Ana Maria Marcondes Penido Sant’Anna, Rubens Menin de Souza e Pedro Grendene Bartelle.

 

Comente com o facebook

Publicidade