Produzidos pela Paris Entretenimento, 'O Doutrinador' e ‘D.P.A. 2 - O Mistério Italiano’ concorrem ao Grande Prêmio do Cinema Brasileiro
Produções acumulam cinco indicações na principal premiação do cinema nacional
Produções acumulam cinco indicações na principal premiação do cinema nacional
Ricky Rocha Por Ricky Rocha 24/06/2019
    Compartilhe:

Com produção da Paris Entretenimento, o longa brasileiro “O Doutrinador”, dirigido por Gustavo Bonafé e inspirado na HQ homônima, foi indicado nas categorias Efeitos Visuais, Figurino e Som, no 18º Grande Prêmio do Cinema Brasileiro. Já o infantil “D.P.A. 2 - O Mistério Italiano”, dirigido por Viviane Jundi, concorre nas categorias Trilha Sonora e Longa-metragem Infantil. A cerimônia de premiação acontecerá dia 14 de agosto.

Elogiado pela crítica especializada, “O Doutrinador” combina elementos criados em computação gráfica, com atores e cenários reais. À frente dos efeitos visuais da Paris Pós, responsável pela pós produção e finalização do projeto, Marco Prado revela a grandiosidade do longa: “A produção possui mais de 800 cenas com efeitos e a execução do gênero de super-herói é um verdadeiro desafio no cinema nacional. Estamos muito felizes com a indicação”.     


Jorge Rezende, Eduardo Hamerschlack, Alan Zilli e Armando Torres Jr estão à frente do trabalho de Som e Flávia Lhacer assina o Figurino. Personagem criado pelo quadrinista Luciano Cunha, O Doutrinador ganhou também uma série, com exibição no canal Space, e direção geral de Gustavo Bonafé. 

Com um acumulado de mais de 1 milhão e 300 mil espectadores, “D.P.A. 2 - O Mistério Italiano” é destaque na categoria infantil do Grande Prêmio do Cinema Brasileiro. Produzido por Marcio Fraccaroli, Sandi Adamiu e André Fraccaroli, o longa é inspirado na bem-sucedida série, exibida pelo canal Gloob. Fábio Goés, que esteve à frente de trabalhos como “Carrossel” e “Turma da Mônica – Laços”, assina a trilha sonora.     

Sinopse – ‘O Doutrinador’   

    
“O Doutrinador” é um anti-herói no melhor estilo dos vigilantes dos quadrinhos. O Doutrinador é Miguel, um agente federal altamente treinado que vive num Brasil cujo governo foi sequestrado por uma quadrilha de políticos e empresários. Uma tragédia pessoal o leva a eleger a corrupção endêmica brasileira como sua maior inimiga. E ele começa a se vingar da elite política brasileira em pleno período de eleições presidenciais, numa cruzada sem volta contra a corrupção.

Sinopse – ‘D.P.A. 2 - O Mistério Italiano’   

    
Desta vez, os Detetives do Prédio Azul são desafiados a atravessar um oceano para concluir uma investigação e salvar um grupo de crianças enganadas por dois bruxos disfarçados de produtores de um concurso musical. Seguindo pistas, Sol (Leticia Braga), Pippo (Pedro Henriques Motta), e Bento (Anderson Lima) encaram uma viagem de vassoura até a Itália, onde, não por acaso, também acontece o maior evento de magia do mundo – a Expo-Bruxo. Com a missão de salvar a implicante feiticeira Berenice (Nicole Orsini) e as outras crianças enganadas por Máximo (Diogo Vilela) e Mínima Buongusto (Fabiana Karla), o trio é ajudado por Nonno Giuseppe (Antônio Pedro), o avô italiano de Pippo. A bordo do tuk-tuk do avô, Pippo e seus amigos prometem desvendar mais um mistério e provar que para os Detetives do Prédio Azul nada acaba em pizza.

SOBRE A PARIS ENTRETENIMENTO

A história da PARIS ENTRETENIMENTO começou em 2012, quando, ainda como um embrião, coproduziu grandes sucessos de bilheteria como os três filmes da franquia ‘Até que a Sorte nos Separe’ e ‘Mais Forte Que o Mundo - A História do José Aldo’. Em 2014, ela ganhou nome próprio e data de fundação. Já no ano seguinte, lançou seu primeiro projeto solo: ‘Carrossel – O Filme’, que alcançou 2,7 milhões de espectadores, tonando-se com o quarto filme nacional mais visto do ano. Entre 2016 e 2017, suas produções somam quase 20 milhões de ingressos vendidos. Entre os títulos lançados, estão ‘Um Namorado Para Minha Mulher’, ‘Carrossel 2’, ‘Internet – O Filme’, ‘Meus 15 Anos’, ‘D.P.A. – Detetives do Prédio Azul’, além de ‘Nada a Perder’, que é o filme brasileiro de maior bilheteria na história do cinema.

De lá pra cá, a PARIS ENTRETENIMENTO se consolidou como a produtora que mais lançou filmes próprios no Brasil desde 2016, com 13 filmes exibidos em circuito comercial. Em 2018, lançou ‘O Doutrinador’, um filme de super-herois que combina elementos criados em computação gráfica, com atores e cenários reais e a sequência do infantil ‘Detetives Do Prédio Azul 2’. No mesmo ano, iniciou outras quatro produções, dos mais variados gêneros: as comédias ‘Minha Irmã e Eu’, com Ingrid Guimarães e Tatá Werneck – ainda sem data prevista - e ‘Dois Mais Dois’; além do infanto-juvenil ‘Poxa, crush’, e ’10 Horas Para o Natal’, que começa a ser rodado em julho de 2019.

Para 2020, se prepara para lançar ‘Meu Nome É Gal’, cinebiografia da cantora Gal Costa, e levar aos cinemas a história de vida de Ney Matogrosso.  A produtora ainda se dedica a um documentário sobre a vida do cantor Gilberto Gil, inspirado no livro 'Disposições Amoráveis', e ao lançamento de ‘Nada a Perder 2’, a continuação do fenômeno de bilheteria que narra a trajetória do bispo Edir Macedo, marcado para agosto de 2019, além de um filme sobre um dos maiores comunicadores do país, Silvio Santos. A PARIS ENTRETENIMENTO também anunciou seu braço de animação, que estreará com “Amídalas”, uma produção 100% nacional.

Comente com o facebook

Publicidade