Por que salivar é importante? Como o gosto umami pode ajudar?
Alimentos que contêm glutamato são recomendados para pessoas que sofrem de xerostomia (boca seca)
Alimentos que contêm glutamato são recomendados para pessoas que sofrem de xerostomia (boca seca)

Créditos do fotógrafo (Divulgação / Banco da Saúde

Erre Soares Por Erre Soares 11/04/2019
    Compartilhe:

Essencial para uma série de necessidades fisiológicas, como proteção, hidratação e digestão, a saliva é uma das primeiras reações do corpo humano ao se deparar com um prato apetitoso, colorido e aromático. Essa reação está ligada a um reflexo condicionado do cérebro, que começa a se preparar para a digestão ao acionar as glândulas produtoras de saliva. Isso pode acontecer quando “bate o sinal” para o recreio, ou seja, quando já estamos com fome, ou quando há estímulos de outros sentidos, como a visão e o olfato.

Um ser humano saudável produz, diariamente, de 1 a 1,5 litro de saliva. No entanto, alguns fatores podem levar à falta dessa secreção, fenômeno conhecido como xerostomia. “Má hidratação, alguns medicamentos utilizados em quimioterapia ou radioterapia e o envelhecimento celular, principalmente nas pessoas mais idosas, são fatores que afetam a produção salivar, provocando a sensação de boca seca”, explica a doutora em ciência de alimentos e especialista em umami, Hellen Maluly.

Para casos como os citados anteriormente, a especialista indica formas de auxiliar a produção salivar, o que resulta em melhoria do apetite para quem sofre com falta de salivação, além de garantir os benefícios do fluido para o corpo. “Alimentos que contêm glutamato e outras substâncias umami, como queijo, cogumelos e carnes, estimulam, aumentam e mantêm o fluxo salivar. Junto a eles, recomenda-se a ingestão de sucos nutritivos, principalmente com características mais ácidas, como os feitos com frutas cítricas, que podem tornar as refeições saudáveis e saborosas, e também ajudam no estímulo da secreção salivar”, sugere.

Hellen destaca ainda que a saliva não é importante apenas para a digestão ou degustação, mas também proporciona diversos benefícios para o corpo humano. “Relacionamos a saliva ao processo digestivo, mas devemos lembrar também que sua produção auxilia na proteção da mucosa oral e esofágica e na proteção dos dentes e da boca, como na película do esmalte. A saliva também auxilia na ação antibacteriana, antifúngica, antiviral e contém fatores curadores de feridas”, completa.

Portanto, para estimular a salivação, nada melhor do que estimular os sentidos através das cores, aromas e gostos presentes nos alimentos.

UMAMI
É o quinto gosto básico do paladar humano, descoberto em 1908 pelo cientista japonês Kikunae Ikeda. Foi reconhecido cientificamente no ano 2000, quando pesquisadores da Universidade de Miami constataram a existência de receptores específicos para este gosto nas papilas gustativas. O aminoácido ácido glutâmico e os nucleotídeos inosinato e guanilato são as principais substâncias umami. As duas principais características do umami são o aumento da salivação e a continuidade do gosto por alguns minutos após a ingestão do alimento. Para saber mais, acesse www.portalumami.com.br e acompanhe também pelas redes sociais facebook.com/ogostoumami e instagram.com/ogostoumami.

Comente com o facebook

Publicidade