Pequena quantidade de coca-cola por dia eleva em 50% risco de enfarte
Beber apenas duas coca-colas zero por dia “eleva em 50% risco de enfarte e AVC potencialmente fatais”, alerta um novo estudo
Beber apenas duas coca-colas zero por dia “eleva em 50% risco de enfarte e AVC potencialmente fatais”, alerta um novo estudo
Ricky Rocha Por Ricky Rocha 08/09/2019
    Compartilhe:

Ingerir refrigerantes dietéticos diariamente aumenta o risco de morte precoce em cerca de um quarto.

E os amantes de coca-cola zero ou de Pepsi Max veem o risco de morte por ataque cardíaco ou derrame subir exponencialmente para 50%, comparativamente a quem opta por não consumir essas bebidas.

Os especialistas afirmaram que os dados apurados na Europa – e que envolveram mais de 450 mil pessoas – são “extremamente relevantes e preocupantes”.

O alerta é para que os consumidores optem por ingerir sucos naturais e sobretudo água.

A pesquisa conduzida pela Organização Mundial de Saúde (OMS) concluiu que o perigo de consumir refrigerantes adocicados artificialmente é três vezes mais elevado, relativamente aos refrigerantes tradicionais.

Refrigerantes de dieta “fazem pior”

O estudo realizado pela Agência Internacional de Pesquisa do Câncer em França, que é parte integrante da OMS, sugere que optar por ingerir bebidas sem açúcar pode ser igualmente prejudicial para a saúde, se não mais.

O líder da pesquisa, o professor e médico Neil Murphy disse em declarações ao jornal britânico The Sun: “A observação surpreendente do nosso estudo apurou associações positivas entre refrigerantes sem açúcar e bebidas com açúcares artificiais ao risco de morte prematura”.

“O nosso conselho é que os consumidores optem simplesmente por beber água”.

A pesquisa conduzida em toda a Europa monitorou 450 mil voluntários durante 16 anos – sendo até ao momento o maior estudo do gênero.

A pesquisa inédita foi publicada no periódico científico JAMA Internal Medicine.

Comente com o facebook

Publicidade