Pastor acusado de pedofilia lamenta: “Eu perdi tudo”
Pastor foi inocentado das acusações
Pastor foi inocentado das acusações
Caio Machado Por Caio Machado 15/04/2019
    Compartilhe:

Felipe Heiderich falou pela primeira vez a respeito da acusação de abuso sexual ao filho da ex-esposa, Bianca Toledo. O pastor foi absolvido do processo após três anos na prisão.

“Me jogaram nu na cela e mandaram [os presos] ficarem à vontade para me estuprarem. Não dá para explicar o que aconteceu ali”, contou ao SBT.

Fora da cadeia, o religioso, que foi chamado de “gay” pela antiga companheira, afirmou correr risco de vida.

“Sofro muitas ameaças todos os dias”, lamentou.

Por causa de toda essa situação, o homem, dado pela Justiça como inocente, ressaltou estar na ruína:

“Não existe nada mais. Eu perdi tudo. Um grupo de pastores pediu que eu nunca mais pisasse na igreja”.

A cantora gospel, por sua vez, destacou que dará continuidade às denúncias, apesar das evidências apontarem que o caso foi inventado.

“Não pretendo tocar nesse assunto tão doloroso. Eu nunca tive motivos para mentir. Não sabem da realidade dos fatos. Não desistirei até provar a verdade”, disparou.

Comente com o facebook

Publicidade