Papa Francisco doa 60 mil euros para hospital de Bergamo
Cidade é a mais atingida pela pandemia do novo coronavírus
Cidade é a mais atingida pela pandemia do novo coronavírus
Caio Machado Por Caio Machado 03/04/2020
    Compartilhe:

O papa Francisco, através da Diocese de Bergamo, doou 60 mil euros para o hospital Papa Giovanni XXIII, localizado na cidade homônima, a mais afetada pela pandemia do novo coronavírus.

"Trata-se de um novo sinal de sua proximidade, que se junta ao telefonema ao bispo Francesco Beschi, no qual manifestava os seus sentimentos de dor pelos numerosos sacerdotes e fiéis mortos por causa do coronavírus e sua proximidade aos doentes, aqueles que os curam, às famílias, às paróquias e a toda comunidade de Bergamo", informou em nota a Diocese.

Beschi expressou "seus sentimentos de profunda gratidão" pelo Pontífice e pela Esmolaria Vaticana pela ajuda. O dinheiro será usado integralmente tanto na unidade como no hospital de campanha, montado em sete dias, para atender os pacientes da Covid-19.

A cidade de Bergamo, capital da província de mesmo nome, é a mais afetada pela nova doença. Apesar da Defesa Civil não divulgar os números por cidade ou província, um jornal local fez um levantamento no número de mortes e registrou uma alta de 227% na comparação com o número de mortos em 2017 no mês de janeiro - que era o mês recorde na cidade.

Essa é a terceira doação de Francisco para entidades que estão atuando na linha de frente no combate à pandemia. No dia 26 de março, o líder católico doou 30 respiradores artificiais para que a Esmolaria distribuísse os aparelhos nos hospitais mais necessitados da Itália. No dia 12 do mesmo mês, Jorge Bergoglio doou 100 mil euros para a Caritas Italiana, a organização católica que ajuda pessoas em situação de vulnerabilidade.

Comente com o facebook

Publicidade