Novo terremoto atinge a Califórnia com abalos que ultrapassam os 7 graus
Segundo abalo sísmico em dois dias no Sul do estado. Relatos de incêndios e feridos foram registrados
Segundo abalo sísmico em dois dias no Sul do estado. Relatos de incêndios e feridos foram registrados
Ricky Rocha Por Ricky Rocha 06/07/2019
    Compartilhe:

A situação dos moradores da Califórnia não esta fácil não. Somente dois dias após um abalo sísmico de 6,4 graus, o Sul da Califórnia voltou a sentir as consequências de um terremoto, agora, de magnitude 7,1 graus na Escala Richter, na noite dessa sexta-feira (05/07/2019). O sismo é o mais forte em 20 anos na região e deixou relatos de destruição, incêndios e feridos. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Segundo o Serviço de Geologia dos Estados Unidos, os tremores começaram por volta das 20h19 (0h19 em Brasília) e duraram cerca de meio minuto. O epicentro teria ocorrido a 250 quilômetros de Los Angeles, numa cidade chamada Ridgecrest, com cerca de 30 mil habitantes.

Tremores secundários puderam ser sentidos ainda em Las Vegas, Sacramento e no México. Alguns deles superaram os 5 graus.

Autoridades do estado norte-americano dizem que outros terremotos secundários podem continuar a ocorrer nos próximos dias e que as chances de um novo abalo sísmico ultrapassando a marca de 7 graus é de 1 em 10.

Estado de emergência

 
 

Em resposta ao terremoto de sexta-feira, o governador Gavin Newsom solicitou formalmente ao presidente Donald Trump declaração de emergência para o envio de assistência federal direta às comunidades atingidas.

 

O governador também declarou estado de emergência no condado de San Bernardino, onde está localizada uma comunidade de 1.800 pessoas (Trona). A cidade, que fica à 40 quilômetros ao leste de Ridgecrest, sofreu danos significativos e incêndios no terremoto de sexta-feira, de acordo com fontes oficiais. Ontem, o governador já havia declarado estado de emergência no condado de Kern, onde Ridgecrest está localizada, após o terremoto de quinta-feira

Comente com o facebook

Publicidade