Jogo de cartas ironiza governo Bolsonaro
Jornalista reúne cerca de 250 frases polêmicas do presidente, ministros e secretários, durante a pandemia
Jornalista reúne cerca de 250 frases polêmicas do presidente, ministros e secretários, durante a pandemia
Caio Machado Por Caio Machado 22/07/2020
    Compartilhe:

“Quanta Asneira!”, jogo de cartas lançado recentemente pelo jornalista carioca Luiz André Alzer, promete polêmica.

Ele criou dois baralhos, o primeiro com 24 personagens; o segundo com perguntas relacionadas a mais ou menos 250 frases ditas por eles – tudo devidamente ilustrado pelo cartunista Renato Machado, com trabalhos publicados na Folha de S. Paulo, Diário de S. Paulo e Jornal Extra.

O objetivo é acertar o máximo de perguntas que dizem respeito às declarações pinçadas por Alzer, que ele chama de “asneiras”. Para dar mais dinamismo ao jogo, as respostas vêm em múltipla escolha.

Conforme o jogador – podem ser até quatro, ao mesmo tempo – vai respondendo corretamente, descarta um personagem. Vence quem se livrar primeiro de “Bozo, dos filhos 01, 02 e 03, da Equipe de Bolsominions e do Guru-Filósofo” – essa é a nominação dos principais personagens.

“O jogo é muito atual, incluindo as asneiras que o presidente falou ao longo da pandemia e depois da saída dos ministros Luiz Henrique Mandetta e Sergio Moro. Como o isolamento social ainda se faz presente para muitas pessoas, aí está uma opção que junta lazer com informação”, disse Alzer ao Terra.

“Quanta Asneira!” está à venda na Amazon, no Mercado Livre e na loja online do próprio jogo: (www.quantaasneira.iluria.com).

Comente com o facebook

Publicidade