Iraniano cai de patinete e morre atropelado em Copacabana
O rapaz chegou ao hospital vivo, em estado gravíssimo, passou por manobras de reanimação, mas não resistiu.
O rapaz chegou ao hospital vivo, em estado gravíssimo, passou por manobras de reanimação, mas não resistiu.
Caio Machado Por Caio Machado 06/12/2019
    Compartilhe:

Morreu no início da tarde desta quinta o homem atropelado após cair de um patinete em Copacabana, Zona Sul do Rio.

O homem é um iraniano que foi identificado como Farshad Asadi Banran, 31 anos. A Prefeitura comunicou a morte dele à embaixada do Irã no Brasil e um representante deverá chegar ao Rio.

De acordo com a primeiras informações, ele estava em lua de mel e alugou um apartamento de temporada em Copacabana. A mulher Sheller Momeni, 30 anos, está no Hospital Miguel Couto para onde o marido foi levado logo após o acidente.

A Polícia Civil informou ainda que foi instaurado inquérito, na 13ª DP (Copacabana), para investigar o atropelamento. Investigações estão em andamento para ouvir testemunhas encontrar imagens de câmeras da região que onde aconteceu o acidente.

A Lime, empresa dona do patinete usado pelo iraniano, divulgou uma nota em que lamenta o acidente e informa que está em contato com as autoridades para colaborar na investigação.

“Estamos tristes em saber dessa tragédia no Rio de Janeiro e nossos pensamentos estão com a família e amigos da vítima durante esse momento extremamente difícil. Iniciamos a investigação imediatamente após o incidente e estamos em contato com as autoridades locais para apoiar de todas as formas cabíveis.”

O condutor do patinete trafegava pela ciclovia da Avenida Atlântica, na altura da Rua Francisco Sá , sentido Leme, quando se desequilibrou, caiu na via e acabou sendo atropelado por um carro. A vítima foi levada para o hospital Miguel Couto.

Comente com o facebook

Publicidade