Intel dedica US$ 50 milhões para combater coronavírus
A ação complementa a doação de US$ 10 milhões já realizadas para apoio às comunidades que estão em situação de vulnerabilidade neste período.
 A ação complementa a doação de US$ 10 milhões já realizadas para apoio às comunidades que estão em situação de vulnerabilidade neste período.
Caio Machado Por Caio Machado 11/04/2020
    Compartilhe:

A Intel anunciou o investimento de aproximadamente US$ 40 milhões em Iniciativas de Resposta, Prontidão e Aprendizado Online no combate covid-19.

A iniciativa da empresa prevê o apoio à educação online, aceleração de acesso à tecnologia médica e estímulo à pesquisa científica, além da criação de um fundo de inovação para casos em que o acesso aos conhecimentos e recursos da Intel podem ter impacto imediato.

De acordo com o CEO da Intel, Bob Swan, o mundo enfrenta um desafio inédito no combate ao COVID-19.

"A Intel está comprometida em acelerar o acesso à tecnologia que pode combater a pandemia atual e possibilitar novas descobertas tecnológicas e científicas para deixar a sociedade mais preparada para crises futuras. Esperamos que o compartilhamento de nossos conhecimentos, recursos e tecnologia ajudem a acelerar os trabalhos que estão salvando vidas e ampliando o acesso a serviços críticos no mundo todo durante esse período desafiador", afirma.

A Iniciativa de Aprendizado Online da Intel vai viabilizar a doação de computadores e outros recursos necessários para apoiar a educação em regiões vulneráveis dos EUA, primeiramente, e em seguida, do mundo todo. Isso vai acontecer por meio do apoio a parceiros de negócios e organizações sem fins lucrativos focadas em educação. A empresa afirma que a iniciativa “reflete o compromisso de longa data da instituição com o uso da tecnologia para aperfeiçoar o aprendizado”.

Outras frentes vão ajudar incentivar o uso de tecnologia e soluções usadas para diagnóstico e tratamento do COVID-19 em empresas de cuidados com a saúde e de ciências da vida. Alianças para acelerar o alcance e capacidade de uso de tecnologias e inovações tecnológicas que possam prevenir e tratar pandemias futuras também estão contempladas.

O fundo de inovação apoia parceiros externos e projetos de funcionários para atender necessidades da comunidade. Estão em andamento, por exemplo: o desenvolvimento de testes de COVID-19 e o sequenciamento genômico de coronavírus mais rápidos e baratos em parceria com o Conselho de Pesquisa Científica e Industrial da Índia e o Instituto Internacional de Tecnologia da Informação em Hyderabad; a plataforma Medical Informatics Corp (MIC) Sickbay™ que transforma leitos comuns em leitos de UTI em poucos minutos, protegendo profissionais de saúde e expandindo a qualidade do atendimento; desenvolvimento de um novo ventilador no Reino Unido, em parceria com a Dyson.

Comente com o facebook

Publicidade