Igreja monta ‘drive-thru’ para fiéis se confessarem
No entanto, a prática não é aprovada pelo DF Legal.
No entanto, a prática não é aprovada pelo DF Legal.
Caio Machado Por Caio Machado 22/03/2020
    Compartilhe:

A medida ocorre após o governador Ibaneis Rocha (MDB) proibir eventos abertos como cultos e missas devido ao novo coronavírus.  As pessoas ficam dentro do carro mantendo distância, enquanto o sacerdote escuta as confissões.

De acordo com o DF Legal, as igrejas não podem fazer esse tipo de ato, pois o decreto orienta que não haja atendimento ao público. Apesar disso, os portões não precisam ficar fechados. Os fiéis podem, por exemplo, rezar sozinhos ou afastados, desde que não haja aglomeração.

O DF Legal explica ainda, que o serviço de “drive-thru” só pode funcionar em um espaço específico para isso.

O Secretário do DF Legal, Gutemberg Tosatti, afirmou que o governo está orientando a população. A fiscalização ocorre principalmente nos comércios.

“Nós vamos primeiro orientar, se o comerciante, se o empresário insistir em ficar com comércio da empresa aberta, aí sim nós vamos levar o auto de interdição”

Comente com o facebook

Publicidade