Google cancela brincadeiras de 1° de abril em meio a preocupações com coronavírus
O Google, assim como outras empresas, também busca maneiras de enfrentar a pandemia de coronavírus.
O Google, assim como outras empresas, também busca maneiras de enfrentar a pandemia de coronavírus.
Caio Machado Por Caio Machado 31/03/2020
    Compartilhe:

O Google está cancelando as tradicionais piadas de 1° de abril da empresa neste ano, em meio a preocupação com a pandemia de coronavírus. Na percepção da empresa, o momento é inadequado para as brincadeiras, já que o mundo têm mais de 500 mil pessoas infectadas pela doença e mais de 30 mil mortos.

O pedido de cancelamento de projetos de piada foi enviado aos funcionários do Google, nos Estados Unidos, por e-mail, que foi obtido pelo portal Business Insider.

"Nós já paramos todos os esforços centralizados de 1° de abril mas entendemos que possa haver projetos menores dentro dos times e que não sabemos. Por favor, descubram esses esforços e tenham certeza que seus times parem com qualquer piada que possam ter planejado — internamente ou externamente", disse Lorraine Twohill, diretora de Marketing, em e-mail a gerentes da empresa.

Ela acrescentou ainda que este ano as brincadeiras não iriam acontecer "em respeito a todos que estão lutando na pandemia de Covid-19".

"Nosso maior objetivo agora é ajudar as pessoas, então vamos guardar as piadas para o próximo abril, que será sem dúvida muito menos positivo do que este", disse
Em outros anos, o Google já havia feito piadas como implementar um tradutor para animais na ferramenta de tradução ou "photobomb" com celebridades.

Em 2016 um botão que enviava um GIF de um Minion (do filme Meu Malvado Favorito) soltando um microfone foi incluído ao lado do botão "enviar" no Gmail, o que causou confusão e gerou críticas de usuários que não perceberam a brincadeira— muita gente acabou enviando o GIF em conversas profissionais.

Comente com o facebook

Publicidade