Garoto de 12 anos é preso por mensagens racistas a jogador
A polícia inglesa prendeu um garoto de 12 anos por ameaças racistas feitas a Wilfried Zaha, atacante do Crystal Palace.
A polícia inglesa prendeu um garoto de 12 anos por ameaças racistas feitas a Wilfried Zaha, atacante do Crystal Palace.
Caio Machado Por Caio Machado 13/07/2020
    Compartilhe:

O jogador recebeu as ameaças pelas redes sociais e compartilhou as mensagens em seu perfil do Instagram, que citava o grupo de supremacia branca Ku Klux Klan. As autoridades iniciaram as buscas pelo responsável e chegaram até o adolescente, que vive em Solihull, na região de Midlands Ocidentais.

"Nós fomos alertados sobre diversas mensagens racistas enviadas a um jogador de futebol e depois de buscas e verificações, prendemos um garoto", explicou a polícia.

As ameaças racistas que Zaha recebeu foram condenadas pelo diretor do Crystal Palace, Roy Hodgson.

"É uma desgraça absoluta e isso não deveria estar acontecendo. Estamos com você [Zaha]", escreveu nas redes sociais.

O Aston Villa, adversário do Crystal Palace, também foi contra a atitude. O clube lamentou as ofensas racistas enviadas ao atacante.

Antes do início do jogo, que terminou 2 a 0 para o Aston Villa, Zaha se ajoelhou no gramado, como um gesto de protesto contra o racismo. A atitude foi repetida por outros jogadores.

Comente com o facebook

Publicidade