Fox demite diretor de filme sobre vida de Freddie Mercury
 Apesar disso, a data de lançamento está mantida para o dia 25 de dezembro de 2018
 Apesar disso, a data de lançamento está mantida para o dia 25 de dezembro de 2018

Créditos do fotógrafo Reprodução

Bruno Alexandre Por Bruno Alexandre 06/12/2017
    Compartilhe:

De acordo com informação do site The Hollywood Reporter, o diretor norte-americano Bryan Singer foi demitido da produção do filme Bohemian rhapsody, cinebiografia do vocalista da banda Queen, Freddie Mercury (1946-1991).

Segundo a publicação, o motivo da demissão foram conflitos com o ator Rami Malek, protagonista do longa. No entanto, em nota divulgada na imprensa internacional nesta terça (5), Bryan alega que  precisava de ''mais tempo livre'' para cuidar da saúde de um de seus pais. A Fox, diante do pedido do cineasta, teria recusado. 

''Três semanas antes da retomada das filmagens, perguntei se poderia tirar umas folgas e voltar para os Estados Unidos. Precisava cuidar da saúde de um dos meus pais, e acabei ficando doente também. Infelizmente, o estúdio não estava disposto a aceitar isso e me dispensou'', disse. 

Sobre os boatos de que teria se desentendido com o ator, Singer afirmou que teve, sim, algumas ''diferenças criativas'' no set, mas que isso nunca atrapalhou o andamento do filme. 

Segundo a Fox, o rompimento aconteceu por conta de uma ''indisponibilidade inesperada'' de Bryan Singer. Nas últimas semanas, o diretor passou a não comparecer no set de gravação e algumas diárias tiveram de ser conduzidas pelo diretor de fotografia Thomas Newton Sigel. A demissão se tornou inevitável, segundo o estúdio, após o prolongamento de sua ausência no set. 

A apenas duas semanas da data prevista para o fim das filmagens, o estúdio não anunciou um novo nome para a direção. Apesar disso, a data de lançamento está mantida para o dia 25 de dezembro de 2018. 

Comente com o facebook

Publicidade