Festival de literatura LER levou 185 mil pessoas à Biblioteca Parque e ao Campo de Santana
A edição deste ano teve ainda um pré-lançamento especial: com quase todos os 2.226 lugares do Theatro Municipal do Rio de Janeiro ocupados,
A edição deste ano teve ainda um pré-lançamento especial: com quase todos os 2.226 lugares do Theatro Municipal do Rio de Janeiro ocupados,
Ricky Rocha Por Ricky Rocha 26/11/2019
    Compartilhe:

Neste ano, o “Festival do Leitor” aconteceu entre os dias 20 e 24 de novembro, e ao longo dos 5 dias de intensa programação, o público teve acesso gratuito a oficinas em diversas linguagens, conversas, saraus, contações de histórias, 6 exposições, incluindo um espaço interativo do Harry Potter, espetáculos, musicais e bate-papos com renomados autores.

A LER recebeu mais de 51 mil estudantes das redes públicas e particulares, 1.100 escritores, autores, ilustradores e artistas convidados, 750 atividades em 30 palcos e espaços e 125 pequenas editoras, editoras artesanais e livrarias. Ao todo foram mais de 185 mil pessoas circulando no evento. Nomes como Alberto Mussa, Luiz Antonio Simas, Haroldo Costa, Giovana Xavier, Luana Genot, Juliana Leite, Emilia Ferraz, Cassia Kiss, Joao Barone, Arnaldo Antunes, Eduardo Bueno, Thiago Lacerda, Marina Colasanti, Vagner Fernandes, Luis Fernando Veríssimo, Zuenir Ventura, Arthur Dapieve, Cidinha da Silva, Carla Branco, Mc Marechal, Zeca Camargo, Flavia Oliveira, MV Bill, Jorge Mautner entre outros, marcaram presença.

A edição deste ano da LER, teve ainda um pré-lançamento especial: com quase todos os 2.226 lugares do Theatro Municipal do Rio de Janeiro ocupados, o historiador-professor e escritor israelense Yuval Noah Harari recebeu o público em uma inspiradora conversa sobre passado, presente e futuro.

A LER – Salão Carioca do Livro chegou ao fim, mas o evento vai continuar para 8.000 professores e mediadores de leitura com o Espaço LER do Educador, que acontece entre os dias 26 a 29 de novembro, na Biblioteca Parque Estadual. O evento vai promover um encontro repleto de palestras, encontros e oficinas. Nomes forte e multidisciplinares como Ruth de Aquino, jornalista e colunista; o jornalista Mauro Ventura; o historiador e jornalista Ricardo Cravo Albin; Moacyr Luz,  sambista e  compositor;  Fernanda Takai, cantora, compositora e multi-instrumentista; Kiusam de Oliveira, doutora em Educação, Mestre em Psicologia, especialista em temáticas étnico-raciais, contadora de histórias e professora de danças afro-brasileiras;Ana Maria Machado, escritora, jornalista e autora de livros infantis; entre outros marcam presença com apresentac¸a~o de cases de sucesso da a´rea e de novas ferramentas e tecnologias para fomentar a leitura e a escrita nas escola do pais.

Socialmente comprometido, o evento literário deixa legados para a cidade. Na edição de 2018, a LER reabriu a Biblioteca Parque Estadual, e nessa edição possibilitou a reabertura da Biblioteca Parque do Alemão, fechada desde 2016. Outra novidade que fez sucesso foi ocupação do Campo de Santana ligando por uma passarela à Biblioteca Parque Estadual, um projeto original de Darcy Ribeiro.

Neste ano, os grandes homenageados do festival foram Luis Fernando Veríssimo, Zuenir Ventura, Elza Soares, Marcello Quintanilha e Monteiro Lobato, que foi celebrado com uma exposição em parceria com a Biblioteca Nacional, além dos diversos encontros com especialistas nas obras do autor. Na mostra, o público ainda conferiu obras raras e o processo criativo dos personagens de Monteiro.

A acessibilidade e inclusão são alguns dos pontos altos da LER, que trabalha em todas as suas edições atividades como as leituras em braile e em libras, visitas guiadas e a confecção de livros sensoriais. Nesta edição não foi diferente: entre os grandes destaques da programação integrativa a LER recebeu a oficina de confecção de Literatura de Cordel inclusivo e a contação de histórias do Grupo de pesquisa do Instituto Nacional de Educação de Surdos (INES/DESU), feita em LIBRAS com interpretação para o português.

Os números são animadores e mostram que a LER está no caminho certo e expandindo cada vez mais por lugares importantes do Rio de Janeiro. A LER continua com foco importante nos professores realizando o Espaço LER do Educador encontro de professores e mediadores de leitura  para o fortalecimento da literatura nas escolas.

Comente com o facebook

Publicidade