Duvidas para se esclarecer antes de aplicar toxina botulínica
O procedimento é seguro? Funciona imediatamente? Tire essas e outras dúvidas
O procedimento é seguro? Funciona imediatamente? Tire essas e outras dúvidas
Ricky Rocha Por Ricky Rocha 04/04/2019
    Compartilhe:

A aplicação de toxina botulínica para rejuvenescer a face tem ficado cada vez mais popular. Segundo dados divulgados em 2016 pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, os procedimentos não cirúrgicos, como o preenchimento e a toxina botulínica, chegam a ocupar 47,5% da agenda de especialistas.

Porém, segundo a cirurgiã plástica Dra. Beatriz Lassance, membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e da Isaps (International Society of Aesthetic Plastic Surgery), muitas pessoas chegam ao consultório com dúvidas sobre o procedimento.

Para ajudar quem ainda não tem certeza sobre a aplicação da toxina, a especialista explicou tudo o que você precisar saber antes de aplicar a substância.

Vamos confirir :

1. Botox é uma marca, o correto é toxina botulínica. “A toxina botulínica é uma neurotoxina que age interrompendo a conexão entre o nervo motor e o músculo, o que paralisa a musculatura. Desse modo, eliminamos as rugas, já que estas são consequências da contração muscular. Logo, os lugares mais comuns para a injeção da substância são a testa e ao redor dos olhos e da boca.”

2. Toxina botulínica não é o mesmo que preenchedor. “Ao contrário da toxina botulínica, os preenchedores injetáveis não são toxinas e sim uma espécie de gel. Utilizando substâncias como o ácido hialurônico e a hidroxiapatita de cálcio, o preenchimento possui indicações diferentes da toxina botulínica e pode ser realizado em diversas áreas e para diversos fins, como dar estrutura ao rosto, conferir volume aos compartimentos de gordura que perderam seu conteúdo com o tempo ou até mesmo preencher pequenas rugas.”

3. Você recebe o que você paga. “Cuidado com aplicações muito baratas da toxina botulínica, pois, apesar de parecerem um bom negócio à primeira vista, estas podem ser feitas com produtos de qualidade duvidosa, o que pode trazer sérias complicações, como irritações, reações inflamatórias, alergia e infecções. A diluição do produto também é importante, pois, se for muito diluído, ficará obviamente mais barato, mas sua durabilidade e efeito serão menores. Além disso, é fundamental também que você se certifique de que o procedimento será realizado por um profissional especializado, o conhecimento da anatomia é fundamental. O procedimento deve ser feito por médico dermatologista ou cirurgião plástico para evitar problemas como a paralização de músculos errados, danos nos nervos e vasos sanguíneos.”

4. Menos é mais. “Cuidado para não aplicar a toxina em excesso e acabar com o rosto congelado, conferindo um resultado exagerado e artificial.”

5. Demora cerca de uma semana para mostrar resultados. “A toxina botulínica não age instantaneamente, demorando alguns dias para esgotar o neurotransmissor entre o nervo e o músculo. Por isso, tenha paciência. Geralmente, após três ou quatro dias você sentirá uma leve restrição de movimento no local da aplicação e apenas depois de uma semana que os resultados ficarão realmente perceptíveis. Mas é importante ressaltar que, em alguns casos, podem levar até duas semanas para os resultados ficarem completamente visíveis.”

6. A utilização como prevenção não é recomendada. “A toxina botulínica é um medicamento, sendo assim é importante tomar cuidado na hora de injetar a toxina botulínica de forma preventiva, pois, apesar da substância ser capaz de retardar o surgimento de rugas e linhas de expressões, você pode acabar tornando-se dependente de seu uso. Logo, na maioria dos casos o melhor é tratar as rugas com a toxina apenas depois destas surgirem.”

7. Sua pele melhora após a aplicação. “Até certo ponto, o movimento restrito da pele causado pela aplicação da toxina botulínica dá chance para o tecido descansar e regenerar, tornando-se mais viçoso e bonito. Porém, isso não significa que você deve relaxar com sua rotina de limpeza e cuidados com a pele, pois esta é fundamental para manter a saúde do tecido em dia.”

8. Rugas e linhas finas não são as únicas indicações para a substância. “Hoje em dia a toxina botulínica possui inúmeras outras indicações, seja no tratamento da acne, hiperidrose, rosácea, cicatrizes e até mesmo depressão. No tratamento de rosácea, por exemplo, a toxina botulínica age diminuindo a inflamação e a oleosidade na pele e regulando o fluxo sanguíneo nos vasos, o que melhora o avermelhamento causado pela rosácea. Já no tratamento da sudorese a substância bloqueia a liberação do suor pelas glândulas sudoríparas na área, sem aumentá-lo em outros lugares do corpo.”

9. A substância pode parar de funcionar. “Tome cuidado para não exagerar nas aplicações e respeite o tempo entre elas indicado pelo seu médico, pois a alta frequência de injeções da toxina pode causar resistência ao produto. Isso por que o organismo é capaz de criar anticorpos contra a toxina botulínica, fazendo com que a substância não tenha mais efeito.”

Comente com o facebook

Publicidade