Cantora Daniela Mercury é vaiada e manda público tomar no c*
A cantora, uma das principais apoiadoras do movimento contra o candidato Jair Bolsonaro, chamado #EleNão, é vaiada pelo público e retribui com palavrões
Redação Por Redação 27/09/2018
    Compartilhe:

A cantora Daniela Mercury tem capitaneado um movimento contra o deputado federal e atual candidato a presidência da República, Jair Bolsonaro, seguida de outras influentes artistas como Anitta, Dua Lipa e Letícia Sabatella.

Daniela, assumidamente homossexual, alega que Jair Bolsonaro é nazista, homofóbico e machista, e que representa um retrocesso na luta por mais diálogo e tolerância e contra a homofobia.

No entanto, recentemente, internautas estão postando um ocorrido com a cantora no carnaval de 2017, quando em meio a um show, ela foi vaiada pelo público e retribuiu com palavrões.

Recorde-se que a cantora é uma das que pregam mais tolerância e menos agressão, o que surpreendeu aos seus fãs e repercutiu negativamente.

Na ocasião, a cantora  chegou ao Circuito Osmar com o discurso da defesa da diversidade, mas não quis continuar a tocar quando passou pela frente do Camarote da Polícia Militar, montado próximo à Casa D´Itália, nos Aflitos.

A cantora chegou a xingar as pessoas que estavam no camarote e levantou o dedo médio e apontou para os militares e convidados. Segundo os foliões, ela mandou as pessoas “tomarem no c*”. Quem estava no camarote também vaiou a cantora; foliões que acompanhavam Daniela também vaiavam quem estava no Camarote da PM e também levantavam o dedo médio contra as pessoas.

Há algo de discrepante entre o discurso de Daniela Mercury e a prática.

 

Comente com o facebook

Publicidade