As mais famosas rodas-gigantes do mundo
De Londres ao Japão, temos de modernas à antigas, podendo ser em frente a cascatas ou sobre pontes, e suas estruturas são verdadeiras atrações que fascinam
De Londres ao Japão, temos de modernas à antigas, podendo ser em frente a cascatas ou sobre pontes, e suas estruturas são verdadeiras atrações que fascinam
Ricky Rocha Por Ricky Rocha 17/10/2020
    Compartilhe:

A cidade do Rio ja conta, desde o ano passado, com uma nova atração, uma roda-gigante, a Rio Star, com 88 metros de altura. Situada na Zona Portuária da cidade maravilhosa .Com sua estrutura, que tem 54 gôndolas climatizadas, e capacidade para transportar até oito pessoas em cada uma delas, já é a maior roda gigante da América latina. 

 

Vejamos outras rodas gigantes pelo mundo afora

London Eye - Londres, Inglaterra

Desde que foi inaugurada, há 21 anos, a roda-gigante às margens do Rio Tâmisa, em Londres - Inglaterra, serve como modelo para atrações desse tipo. Com 135 metros de altura, ela tem 32 cabines com janelões panorâmicos, que oferecem um visual único da cidade de Londres. Conseguir lugar numa delas exige paciência, já que a fila para a London Eye é quase tão tradicional quanto a troca de guardas no Palácio de Buckingham.

O bilhete, no site, custa a partir de 27 libras esterlinas. Para quem não tem tempo para filas, está com orçamento apertado ou tem medo de altura, a roda-gigante vale também como cartão-postal, principalmente à noite, quando se ilumina.

High Roller - Las Vegas, Estados Unidos

A roda-gigante é a maior atração do novo shopping Linq, um investimento de US$ 550 milhões do grupo Caesars 

Quer conhecer uma atração listada no Livro dos Recordes? Então ebarque na High Roller, a roda-gigante mais alta do mundo,

com 167 metros de altura, em plena Las Vegas.

Inaugurada em 2014, ela tem 28 gôndolas e faz parte do complexo de diversões do hotel The LINQ.

O ingresso custa US$ 22 para o dia e US$ 32 para a noite, e pode ser comprado pelo site. Para quem deseja mais animação(Vegas, baby), há a opção "Happy half hour", com um open-bar e garçons, por US$ 50. O nome faz referência ao tempo de duração do passeio, meia-hora.

Orlando Eye - Orlando, Estados Unidos

De uma capital americana da diversão para outra: Orlando não podeia ficar sem sua roda-gigante "gigante".

Desde 2015, a Orlando Eye é uma das principais atrações da cidade fora dos parques temáticos. Ela está no complexo Icon Park, na movimentada International Drive, e pode ser vista de diversos pontos. Possui 20 cabines e leva 20 minutos para subir até o topo de seus 122 metros de altura e voltar. Além de conseguir observar os brinquedos da Disney e da Universal (mais perto), em dias claros é possível enxergar até Cabo Canaveral, de onde a Nasa lança seus foguetes. Custa US$ 27,99 no site.

Centennial Wheel - Chicago, Estados Unidos

Os Estados Unidos são o berço desse tipo de atração, por lá chamada de ferris wheel. O nome não é à toa, vem de George Wasghigton Gale Ferris Jr., o responsável pela montagem da primeira roda-gigante do mundo, em 1893, no parque Navy Pier, em Chicago. A invenção fazia parte da World's Columbian Exposition e funcionou até 1906. Mais de um século depois, o parque inaugurou a Centennial Wheel, uma quase-réplica da original (um pouco menor, com 46 metros de altura, e com 44 gôndolas, quatro a mais), no mesmo lugar, às margens do Lago Michigan. Uma volta custa US$ 16, pelo site.

Niagara SkyWheel - Niagara Falls, Canadá

Falando em rodas-gigantes com vistas, dificilmente alguma supera a da Niagara SkyWheel, que fica praticamente às margens das Cataratas do Niágara, no Cadaná. A atração fica no Clifton Hill, um enorme parque de diversões na cidade de Niagara Falls, na província de Ontário. O passeio dura de oito a 12 minutos, e na maior parte deles a vista para as quedas d'água é preciosa. O ingresso para o parque é de 29 dólares canadenses, que se pode comprar pelo site.

Singapore Flyer - Cingapura

Antes da High Roller, a maior roda-gigante do mundo era a Singapore Flyer, com 165 metros de altura, inaugurada em 2008 na Marina Bay, o principal cartão-postal de Cingapura. Cada uma de suas 28 gôndolas, refrigeradas e com janelões panorâmicas, conforme o manual das rodas-gigantes de observação, comporta 28 passageiros. Uma volta completa dura 30 minutos, e permite algumas das melhores vistas dessa cidade-estado asiática. Os ingressos, disponíveis para compra apenas no local, custam 33 dólares de Cingapura. Mais informações no site da atração.

Melbourne Star - Melbourne, Austrália

Nem a inauguração da roda-gigante carioca tirará da Melbourne Star o título de maior roda-gigante de observação do Hemisfério Sul, com 119 metros de altura. Reinaugurada em 2013 (havia sido aberta originalmente em 2008, mas fechou após 40 dias por problemas técnicos), a atração fica no distrito de Docklands. Os ingressos começam em 16,50 dólares australianos, mas pelo site da atração é possível comprar outros pacotes, como o Sparkling Flights, que é uma volta acompanhada por taças de espumante (32 dólares australianos).

Cosmo Clock 21 - Yokohama, Japão

Uma roda-gigante que é também um relógio? Por que não? Assim é a Cosmo Clock 21, que fica no distrito Minato Mirai 21, um dos mais conhecidos de Yokohama, no Japão. Inaugurada em 1989, a roda-gigante tem 112,5 metros de altura e 60 gôndolas, cada uma para até 8 pessoas. O passeio dura 15 minutos - contados no relógio - e nos dias mais claros é possível avistar o aeroporto de Haneda e o Monte Fuji. O bilhete custa 100 ienes. Mais informações no site.

 

Tianjin Eye - Tianjin, China

Com apenas 120 metros de altura, a Tianjin Eye, em Tianjin, não é a maior roda-gigante nem da China (o posto é da Nanchang Star, em Nanchang, com 160 metros). Mas é a única do mundo construída sobre uma ponte, a Ponte Yongle. Ela se espalha quase de uma margem à outra do Rio Hai, que à noite relete a estrutura iluminada. Cada uma das 48 gôndolas comporta até oito passageiros.

Wiener Riesenrad - Viena, Áustria

Erguida em 1897 (!), esta é a roda-gigante mais antiga em funcionamento do mundo. É um dos símbolos da capital austríaca. Fica numa área de diversões do Parque Prater, que dispõe de brinquedos, mas também muita área verde (e palco das típicas festas da cerveja). O grande charme da Wiener Riesenrad está em  suas cabines antiguinhas, que permitem observar parte da cidade numa espécie de viagem no tempo. Chega a 65 metros de altura, o que é uma bobagem se comparada às rodas-gigantes de hoje. Mas isso pouco importa. Aqui, o que valem são o pioneirismo, a tradição, a História.   O bilhete para adultos custa 12 euros (crianças de até 3 anos não pagam; de 3 a 14 anos, pagam 5 euros).

Comente com o facebook

Publicidade