Após repercussão negativa, SBT retira do ar vinhenta que remete à ditadura militar
Vídeos apresentam imagens de pontos turísticos brasileiros com frases utilizadas no período da ditadura
Vídeos apresentam imagens de pontos turísticos brasileiros com frases utilizadas no período da ditadura

Créditos do fotógrafo Reprodução

Bruno Alexandre Por Bruno Alexandre 07/11/2018
    Compartilhe:

Depois de uma enxurrada de críticas, o SBT retirou do ar vinhetas com músicas e frases temáticas que remetiam à ditadura militar no Brasil (1964-1985). Em uma das mensagens que estavam sendo exibidas na TV, a frase "Brasil: ame-o ou deixe-o" era dita pelo narrador ao fim do vídeo. A frase era comum durante a repressão aos movimentos sociais contrários à ditadura.

Segundo nota da assessoria de imprensa do STB, a vinheta foi tirada do ar pois "a emissora cometeu um equívoco de não se atentar que este bordão foi forte na época do regime militar. A ideia das vinhetas são para dar mensagem de união, esperança e otimismo aos telespectadores brasileiros e aos que não são, porém vivem no País".

A reação nas redes sociais foi intensa. As críticas foram ao tom que remetia ao tipo de nacionalismo da ditadura militar. Os vídeos também apresentam imagens de pontos turísticos brasileiros ao som de músicas como o Hino Nacional e a marchinha Pra Frente Brasil. Encerrando a vinheta, um locutor varia nas afirmações: "Brasil de encantos mil", "Brasil, pátria amada", "Eu te amo, meu Brasil" além da polêmica "Brasil: ame-o ou deixe-o".

Informações apuradas pelo site Notícias da TV indicam que a elaboração da vinheta e seu conteúdo tenham partido de Silvio Santos, que costuma se posicionar como apoio ao presidente, independentemente do partido.

Comente com o facebook

Publicidade