Aos 80 anos, idosa é aprovada em universidade e fará 1ª faculdade
Ela vai cursar licenciatura em geografia.
Ela vai cursar licenciatura em geografia.
Caio Machado Por Caio Machado 03/12/2019
    Compartilhe:

A japonesa Chigusa Tsuka vai ter a primeira experiência com uma faculdade em 2020 porque passou no vestibular da Universidade Estadual de Roraima (UERR).

Aprovada por meio do programa "Idade Ativa", que garante vagas no ensino superior para pessoas acima dos 50 anos, ela vai cursar licenciatura em geografia.

"Vai ser minha primeira faculdade, porque quando era mais jovem tive que cuidar dos meus pais, que ficaram doentes. Eu era a mais velha dos três filhos e precisei trabalhar", conta.

Ela chegou ao Brasil aos 15 anos, em 1954, quando seu pai decidiu fugir dos efeitos econômicos causados pela guerra sino-japonesa que iniciou em 1937 e durou até 1945.

Por meio de um acordo entre os governos, a família de Tsuka foi primeiro para Santarém, no Pará, e depois a Roraima, que na época ainda era Território Federal do Rio Branco.

"Quando chegamos aqui minha mãe teve um problema nos dentes, arrancou todos e ficou com a saúde debilitada. Depois, meu pai foi diagnosticado com câncer".

Agora aprovada para o curso de geografia ela ainda sonha em cursar sistemas de informação para melhorar a operação do comércio que sua família possui no Centro de Boa Vista.

"Eu não esperava entrar e quando passei comemorei, agora vou estudar".

Comente com o facebook

Publicidade