50 anos da morte do líder negro Martin Luther King
Marchas, discursos e premiações marcam dia de Martin Luther King nos EUA
Marchas, discursos e premiações marcam dia de Martin Luther King nos EUA
Ricky Rocha Por Ricky Rocha 04/04/2018
    Compartilhe:

Hoje se completam 50 anos do assassinato do Pastor e líder negro americano, Martin Luther King. 

Para lembrar e marcar esta data, familiares, admiradores e seguidores do histórico líder dos direitos civis, organizaram marchas e protestos, nesta quarta feira, dia 04. 

As homenagens se estenderam desde sua cidade natal, Atlanta, a Menphis, cidade onde ele foi morto, mas ocorrendo em diversas outras localidades. 

Centenas de pessoas se aglomeraram cedo, em Menphis, a pedido do mesmo sindicato dos garis, que era composto em sua maioria de negros pobres, que a 50 anos fazia reinvidincação por melhores salários, e que levou Martin a ir a Menphis apoia-los. 

Em 14 de outubro de 1964 King recebeu o Prêmio Nobel da Paz pelo combate à desigualdade racial através da não violência.

Durante os anos que antecederam a sua morte, ele expandiu seu foco para incluir a pobreza e a Guerra do Vietnã, com um discurso de 1967 intitulado "Além do Vietnã".

Martin Luther king foi assassinado com um tiro na sacada de um hotel em Memphis. O autor do disparo teria motivos supostamente racistas.

Em dezembro de 1999, no entanto, um processo civil no Estado do Tennessee chegou à conclusão de que sua morte foi planejada por membros da máfia e do governo norte-americano.

Ele recebeu postumamente a Medalha Presidencial da Liberdade em 1977 e Medalha de Ouro do Congresso em 2004; 

O Dia de Martin Luther King, Jr. foi estabelecido como um feriado federal dos Estados Unidos em 1986.

Centenas de ruas nos EUA também foram renomeadas em sua homenagem.

Comente com o facebook

Publicidade